sábado, 29 de janeiro de 2011

HOMENAGEM AOS AUSENTES

            Antes de começar essa homenagem, eu gostaria de pedir a todos aqui presentes que tentassem imaginar o céu durante uma noite limpa, sem nuvens. O céu mais estrelado que vocês já viram. Observem a beleza de todos esses pequenos pontos iluminando a escuridão. Não é a toa que estrelas sejam uma imagem poética tão presente na literatura, não é mesmo? O irônico disso é que cientificamente nós sabemos que muitos desses pontos de luz inspiradores de tanta imaginação e de tantos sonhos não existem mais. Terminaram já seu ciclo de existência, e o que vemos é somente a luz que, transmitida de uma longuíssima distância, ainda percorre o espaço. Assim, quando olhamos um lindo céu estrelado, o que vemos é a luz de várias estrelas mortas.
            Bom, eu deveria fazer uma homenagem aos ausentes, mas não o farei. Eu sei que provavelmente todos nós que estamos aqui hoje tivemos alguém que tenha sido essencial em nossas vidas, alguém que nos apoiou, que nos deu carinho e afeto. Alguém que sempre dizia as palavras certas nos momentos em que precisávamos, ou cuja presença silenciosa já era suficiente. Ou alguém que tinha o peculiar talento da implicância, e que nos tirando do sério nos fazia ver que nem tão séria assim é a vida. Enfim, essas pessoas que já não estão em nossas vidas da maneira que gostaríamos que estivessem e cuja falta tanto sentimos não merecem uma “homenagem aos ausentes”. Porque, assim como nossas queridas estrelas, suas luzes estão aqui, bem presentes e visíveis.
            São aqueles sorrisos e olhares que ainda podemos ver, abraços e beijos que ainda conseguimos sentir, palavras que nunca poderemos nos esquecer. Façamos agora nossa homenagem a essas  pessoas sem dúvida bem presentes. Hoje é dia de festa, e nada mais justo do que homenagearmos pessoas tão queridas demonstrando a grande felicidade de termos tido a oportunidade de viver com elas tantos bons momentos. Celebremos hoje e sempre a luz dessas estrelas que vivem em nossas memórias e em nossos corações.

5 comentários:

  1. Esse é o texto da homenagem que fiz na minha formatura. Achei tão bonitinho o que eu escrevi que resolvi postar aqui. Também posto porque quero prestar minha homenagem especificamente a minha vozinha querida que já se tornou uma estrela. Deixo aqui registrada nesse texto a felicidade de ter essa estrela iluminando a minha vida.

    ResponderExcluir
  2. ah, Tamara, muito lindo mesmo! emocionante, simples e marcante. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Lindo demais, Tamara, arrasou formaturas assim como homenagens de outras turmas! =) Me orgulho de ter tido a oportunidade e o privilégio de ter você em minha vida! :)

    ResponderExcluir
  4. Nossa.. acabei de ler essa homenagem, e estou chorando feito uma doida...sera que posso usala para a minha formatura?

    ResponderExcluir